Alimentação orgânica: Como conservar?

Alimentação orgânica: Como conservar?

 

Se compararmos com a indústria da informática (e bem sabemos que hoje em dia, sem computador não se vive), você sabia que o mercado de alimentos orgânicos é o segmento que mais cresce no mundo? São toneladas e mais toneladas de alimentos produzidos sem o uso de insumos artificiais e recursos sintéticos que provocam doenças e ainda degradam o meio ambiente.

Contudo, muitas são as dúvidas e até mesmo os preconceitos em torno destes alimentos, como por exemplo, “eu não compro, porque não sei as técnicas que utilizam na produção”, ou ainda, “os alimentos orgânicos não duram tanto quanto os convencionais”.

Saiba que para tudo há um jeito certo de produzir e armazenar. E nós estamos aqui para te orientar.

Vamos conhecer um pouco mais deste segmento, da cultura dos “alimentos orgânicos”. Isto porque, se você trabalha com este mercado ou pretende investir nesse ramo, a Consultoria Alimentar está pronta para te ajudar.

O que é o Alimento Orgânico?

O alimento orgânico não é somente “sem agrotóxicos” como se veicula normalmente. Além de ser isento de insumos artificiais como os adubos químicos e os agrotóxicos (e isso resulta na isenção de uma infinidade de subprodutos como nitratos, metais pesados, etc), ele também deve ser isento de drogas veterinárias, hormônios e antibióticos, além de organismos geneticamente modificados. Durante o processamento dos alimentos, é proibido o uso das radiações ionizantes (que produzem substâncias cancerígenas, como o benzeno e formaldeído) e aditivos químicos sintéticos como corantes, aromatizantes, emulsificantes, entre outros.

Em sua maioria, a produção orgânica provém de pequenos núcleos familiares que tem na terra a sua única forma de sustento. Mantendo o solo fértil por muitos anos, o cultivo orgânico prende o homem à terra e revitaliza as comunidades rurais.

O produto orgânico deve ser certificado. A qualidade do produto orgânico é assegurada por um Selo de Certificação. Este Selo é fornecido pelas associações de agricultura orgânica ou por órgãos certificadores independentes, que verificam e fiscalizam a produção de alimentos orgânicos desde a sua produção até a comercialização. O Selo de Certificação é a garantia do consumidor de estar adquirindo produtos mais saudáveis e isentos de qualquer resíduo tóxico.

 

O Mercado Orgânico

Imagine que você seja um produtor e já tenha um desenvolvimento em larga escala, de produtos orgânicos. Uma das muitas coisas que você deve saber, diz respeito aos seguintes métodos:

  • É de extrema necessidade o cumprimento das condições ideais e normas de higiene e ambientação do local, onde os alimentos serão processados e armazenados. Para tanto, a empresa deverá obter a certificação que atestará sua qualidade orgânica.
  • O transporte dos alimentos orgânicos e convencionais é realizado sempre de forma separada. Cada qual no seu veículo e respectivas embalagens. Isto é necessário para se evitar contaminações.

 

E quem compra, que cuidados deve tomar com o alimento orgânico?

  • Opte por comprar frutas, legumes e verduras orgânicas poucos dias antes de usá-los;
  • Olhe bem, veja se o produto traz em sua embalagem a certificação que atesta a qualidade do alimento orgânico;
  • Lave verduras, legumes e frutas com água corrente, para retirar restos de terra, sujeira do transporte e até alguns insetos que se escondam entre folhagens;
  • Antes de guardar estes alimentos, seque-os bem;
  • Tais alimentos, bem sequinhos, devem ser guardados em sacos plásticos, a fim de que não haja contato com o ar, pois o excesso de água e ar acelera a deterioração.
  • Quanto mais baixa for a prateleira na geladeira, melhor estes alimentos serão acondicionados, pois o contato com a umidade será ainda mais reduzido;
  • Não misture nunca os alimentos orgânicos com os convencionais;
  • Guarde ervas mais delicadas, como salsinha, cebolinha e outras, em sacos plásticos e deixe-os nas prateleiras mais baixas. Com relação a ervas não tão delicadas, como tomilho, estas podem ser armazenadas em um saco plástico mais aberto e deixadas nas prateleiras mais altas.

Seguindo a risca estes passos e também, com o auxílio da nossa Consultoria, você se tornará uma referência no mercado orgânico. Isto significa maior retorno e qualidade, tanto para você, quanto para seus clientes.

Dúvidas? Encaminhe suas perguntas nos comentários abaixo e se preferir, marque uma visita, venha conversar conosco. A Consultoria Alimentar é o primeiro passo para que seu negócio tenha sucesso. Aqui, nós caminhamos lado a lado com você.

__________________________________________________________________________________________________________________