Consultoria: (11) 98525-1138                     Contatos | Endereços                 

Consultório Vila Mariana - Telefones: (11) 3467-4625 | 3467-4631

Consultório Tatuapé - Telefones: (11) 2091-1499 | 2091-5041 | 2295-0947

Intolerância a lactose o que posso comer?

A lactose está presente no leite e derivados. É formada pela galactose e a glicose, dois açúcares mais simples classificada como um dissacarídeo.

Para que os dissacarídeos sejam devidamente aproveitados pelo organismo, eles precisam ser quebrados pela enzima lactase em monossacarídeos.

A intolerância à lactose acontece quando há uma diminuição na quantidade da enzima lactase, resultando numa inabilidade do organismo para digerir o açúcar do leite, a lactose.

Se a lactose não for digerida é fermentada no intestino grosso e há a produção de ácido láctico e gases como o gás carbônico e hidrogênio.

A lactose presente no intestino grosso aumenta a pressão osmótica do intestino, dando origem à sintomas como diarreia e excesso de gases.

Como os problemas de intolerância à lactose são decorrentes da inabilidade de digestão da lactose e não são todas as pessoas que desenvolvem sintomas.

As que desenvolvem podem apresentar náusea, gases, diarréias, dores abdominais, cólicas geralmente começando entre 30 minutos até 2 horas após a ingestão de alimentos que contenham lactose.

A severidade dos sintomas depende da quantidade de lactose que a pessoa pode tolerar.

A intolerância à lactose não desenvolve uma alergia ao leite já que a lactose é um açúcar e não uma proteína.

No primeiro ano de vida, a criança pode ter uma deficiência temporária de lactose, devido à morte das células intestinais produtoras de lactose quando há uma diarreia persistente.

Durante o crescimento, a produção da enzima lactose diminui gradativamente e essa perda da enzima é entendida como um fator da evolução que pesa em favor do desmame.

Quando a lactose não é digerida, ela passa pelos intestinos e pode causar edemas e irritações que dificultam a absorção de vitaminas e minerais.

Quanto mais lactose é consumida, piores são os sintomas.

A deficiência primária em lactase é um problema que dura a vida inteira, sendo necessário substituir o leite e seus derivados na dieta, a“temporária”, que se manifesta quando o organismo do bebê ainda não está “maduro” o suficiente para assimilar grandes doses de lactose.

Este tipo de deficiência tende a desaparecer com a idade.

Para identificar e tratar à intolerância a lactose é necessário a realização de exames e o diagnóstico do médico.

O tratamento de intolerância a lactose baseia-se na determinação do um nível de tolerância.

Vários tipos de exames podem ser realizados: pode-se medir o pH fecal, fazer o teste oral de tolerância à lactose para medir a quantidade de hidrogênio expirado e pesquisar substâncias nas fezes, etc.

 

Alimentos Proibidos

São vários os alimentos que utilizam o leite na sua fabricação. As pessoas que tem intolerância à lactose devem sempre ler o rótulo do alimento, para saber se existe algum derivado do leite como o coalho, o soro do leite ou leite.

Os alimentos que geralmente contêm leite são: pão de leite, bisnaguinha, bolos, cereais processados; purê de batatas, sopas cremosas industrializadas, margarina; queijo, requeijão, iogurte carnes ao molho, molhos de salada; doces de leite, misturas para panquecas, biscoitos, e bolachas etc.

 

Alimentos permitidos para pessoas com moderada ou leve restrição a lactose:

- Leite fermentados e leite com baixa quantidade de lactose.

- Achocolatados

 

Alimentos permitidos:

- Carnes, vegetais, frutas, gorduras, óleos, açúcares.

- Grupo dos pães, massas e cereais que não tenha leite e seus derivados na composição.

- Tofú, bebidas de soja, leite de soja, queijo minas, iogurte e cottage zero lactose

- A marca Vitao e Jasmim, Liane, etc, fabricam alguns produtos sem lactose, mas é importante sempre ler o rótulo.

- Alfarroba

- Creme vegetal soya lanche, becel

- Bebida vegetal de arroz

- Geléia, sucos, oleaginosas, leguminosas.

 

Para compensar o consumo de cálcio deve-se consumir vegetais de cor verde escura:

- Mostarda, couve, couve, rúcula, aipo, brócolis, erva-doce, repolho, abobrinha, feijão verde, couve de Bruxelas, feijão preto,feijão, feijão branco, grão de bico branco, ervilhas, salmão, tofu, sardinha, amêndoas, sementes de gergelim, bebidas e alimentos enriquecidos com o cálcio.

 

A intolerância a lactose não é uma doença, mas uma deficiência do organismo, ela pode ser facilmente controlada, permitido que a se tenha uma vida saudável.