Cuidados com o palmito em seu estabelecimento!

Cuidados com o palmito em seu estabelecimento!

Embora seja uma delícia, vale a pena prestar atenção com relação alguns cuidados com o palmito, para que não haja riscos de intoxicação. Saiba mais!

Os cuidados com os malefícios do palmito precisam ser constantes. Veja como proceder!

Você gosta de palmito? Com certeza, já deve ter consumido muito em sua rotina. Pois fique sabendo que o palmito é bom para a saúde, é uma delícia, mas todo cuidado é pouco na hora de comprá-lo e prepará-lo.

Seja em saladas, tortas, quiches, além de pizzas e pasteis, o palmito é um alimento que faz muito bem à saúde, mas se não for preparado conforme as regras adequadas, pode se tornar um vilão para a saúde dos clientes e também para o seu negócio. E se por ventura estragar, também torna-se desperdício.

Quais são os tipos de palmito?

Este alimento tão saboroso e nutritivo é uma hortaliça retirada das palmeiras. Os três palmitos que são mais consumidos do Brasil, pertencem às três tipos de palmeiras: a Juçara – muito encontrado na Mata Atlântica; o Açaí e a Pupunha, estes dois encontrados nativos da Amazônia.

Extraído das palmeiras Juçara e Açaí, os palmitos são bastantes consumidos, atingindo mais de 90% do Mercado Nacional, segundo a Embrapa.

Quais são as propriedades do palmito?

Além de saboroso, o palmito é bom para dieta porque é fonte natural de minerais como cálcio ferro e fósforo. É rico também em vitaminas A, B1 e C.

Dentre os benefícios que o palmito traz, destacam-se:

⦁ controle da pressão arterial;
⦁ maior saciedade;
⦁ sono tranquilo;
⦁ fortalecimento dos músculos;
⦁ melhora do trânsito intestinal,
⦁ emagrecimento saudável.

Cuidados ao comprar o palmito:

É importante tomar alguns cuidados principalmente com o palmito em conserva, que contém uma grande quantidade de sódio. Como este tipo de palmito é conservado na salmoura, os consumidores que sejam hipertensos precisam tomar muito cuidado. Por outro lado, o palmito in-natura não tem contraindicação.

Na hora da compra, é preciso tomar alguns cuidados. No caso do palmito em conserva enlatado, é preciso atentar para:

se a lata não está enferrujada;
⦁ se a lata não se encontra estufada;
⦁ se a lata não se encontra amassada.

Já com relação ao palmito no vidro, os cuidados se voltam para o líquido que envolve a hortaliça. Esse líquido não pode estar esbranquiçado e nem mesmo turvo, é preciso que esteja o mais transparente possível.

Outros cuidados são:

Verificar a procedência;
⦁ data de validade;

E o risco de botulismo?

O botulismo é uma doença causada por bactéria, provocando intoxicação alimentar e que pode levar à morte. O palmito pode sim, gerar botulismo, desde que não haja um tratamento térmico adequado ao produto.

Os produtos mais caseiros que não tem algumas vezes um controle de qualidade equivalente aos industrializados, têm um risco muito maior de causar botulismo. Isto, contudo, não vale só para o palmito, mas também para o picles, a batata e até outros produtos em conserva.

O que fazer para evitar intoxicação?

Para não correr risco de contaminação é preciso ficar sempre muito atento com as técnicas de higienização.

Já com relação ao palmito in natura, por exemplo, deve ser higienizado tal qual uma verdura, em solução clorada, por 15 minutos.

Já o palmito em conserva, por sua vez, já está pronto para o consumo, mas para quem deseja uma garantia a mais, vale a pena ferver por 15 minutos na água do próprio palmito ou em água comum.

Entre em contato!

Se você ficou com vontade de variar o seu cardápio e incrementar nas refeições esse alimento saudável e gostoso, entre em contato, que te ajudamos a fazê-lo com tranquilidade potencializando o seu sabor e suas propriedades!

Entre em contato nos telefones 11 2307-8992 ou (WhatsApp) 11 99228-8515. Vamos conversar?